Marcílio Dias muda tudo antes mesmo de começar

Delfim benicio carlos

José Pereira é o Diretor de Futebol, Tiago Mansur o Gerente, Rodrigo Casa o novo técnico do Marcílio Dias. Essas eram as informações que seriam dadas na coletiva de imprensa as 9:30 da manhã desta segunda feira.

Esqueçam todos esses nomes e  a coletiva, depois de uma reunião na sexta feira o Presidente do Marcílio Dias resolveu mudar o treinador mesmo já tendo feito um acordo com Rodrigo Casca. O gerente de Futebol Tiago Mansur esta fora e completando a lista o Diretor de Futebol José Pereira também esta fora. Logicamente depois de Pereira ter feito os contatos e acertado o nome do treinador, gerente de futebol e até alguns jogadores, não poderia ficar, teve a sua palavra quebrada com esses profissionais.

Todos pegos de surpresa

Eu, Adão Goulart e Adriano Assis entrevistamos  o Pereira no Esporte em Debate de domingo, falamos do time, planejamento e tudo que envolvia o Marinheiro, as coisas pareciam encaminhadas.  Logo após o término do programa meu celular começou a tocar, as fontes ligando para dizer que o Marcílio mudaria tudo antes de começar e que o Pereira estava fora, sinceramente fiquei sem entender nada, porém aos poucos as peças foram se encaixando.

Na sexta-feira a diretoria do Marcílio Dias teve uma reunião na Federação Catarinense de Futebol, será que o Presidente Delfim deu algum conselho ao novo Presidente do Marcílio Dias? O fato é que depois desta reunião as coisas mudaram no Marinheiro.

Uma reunião na noite Domingo teria definido as mudanças e a saída do Diretor de Futebol, que já teria a sua cabeça cortada antes mesmo de entrar no ar no Esporte em Debate as 22h, mas foi ao programa apenas para cumprir o compromisso assumido com a TVBE.

O começo do trabalho da nova diretoria falava em mudanças, fazer o Marcílio Dias ‘diferente’’ espero que este diferente não seja para pior.

Egon da Rosa – O Sócio

O ex-Presidente  teve o seu nome ventilado para assumir o comando da montagem do time do marinheiro. O presidente negou veementemente essa possibilidade, mas os passarinhos estão contando que o Sócio tem falado aos quatro ventos que montará o time do Marcílio e com o apoio do homem forte do futebol catarinense.  Alguém duvida? Tem coisas que só acontecem com o Marcílio Dias. Deviam anunciar o Egon de uma vez por todas, boa sorte ao Marinheiro que começou com o pé esquerdo.

Jean Pablo

Anúncios

Os veteranos do Catarinense 2014

O Campeonato Catarinense deste ano terá um campeonato a parte: a disputa de quem será o melhor veterano. São vários os jogadores com bom currículo que estarão em Santa Catarina. Confira uma breve análise de seis deles:

swenck

Schwenck – Marcílio Dias

O carioca de 34 anos, é atacante com experiência de vários clubes grandes do Brasil. Dentre eles Cruzeiro, Botafogo,   Figueirense, Goiás, Juventude, Vitória, Criciúma. Atacante de ofício, marcou seu nome no Botafogo por salvar o Clube   do rebaixamento em 2004. No Criciúma teve um de seus melhores anos  e marcou 17 gols. Em 2013 atuou pelo CRB e pelo ABC e fez 13 gols. Nos coletivos do Marinheiro o atacante já demonstra que só melhorou a sua pontaria com o tempo. Se o Marcílio realmente engrenar no Catarinense ele pode brigar pela artilharia.

reinaldo

Reinaldo – Metropolitano

O atacante de 34 anos tem um currículo invejável, foi ídolo do Flamengo e do São Paulo, e depois transferido para o Paris Saint-Germain. Na França não foi muito bem. Depois de 65 jogos e apenas 10 gols marcados, passeou pelo Japão e voltou ao Brasil. Santos, Botafogo, Bahia, Figueirense, Paraná e agora o Metropolitano são os clubes que já defendeu. Em 2013 marcou 12 gols em 31 partidas. O atacante já demonstra um bom desempenho nos treinamentos do Metro.

gral

Rodrigo Gral – Chapecoense
Começou sua carreira no Grêmio, mas foi no Juventude que ganhou destaque e foi campeão da Copa do Brasil. Teve passagens discretas por Flamengo e Sport, rodou o mundo e voltou ao Brasil. Depois de atuar por Bahia e Santa Cruz voltou para a Chapecoense onde é ídolo da Torcida. Em 2013 fez um belo campeonato Catarinense e marcou o que segundo as suas contas foi o seu 500º gol. No segundo semestre praticamente não atuou na Série B devido a lesões, mas quando voltou deixou o seu gol na campanha de acesso da Chapecoense. Em 2014 é uma grande incógnita, mas “se der chances ele marca”. Gral é matador e deve encerrar a carreira em 2014.

marquinho pequenoMarquinhos – Avaí
Esse nasceu no Avaí e tentou a vida em outros clubes do Brasil. Por várias vezes conseguiu destaque no clube da Ilha e devido ao bom desempenho foi transferido para um grande clube. Foi assim com Bayer Leverkusen, Flamengo, Santos e Grêmio. No fim os momentos bons fora do Avaí foram poucos. A camisa 10 do Leão da Ilha é dele e o desempenho do meia sempre fez a diferença. Ele continua em boa forma e deve ser destaque no Avaí em 2014.

.

.

baier 2

Paulo Baier – Criciúma

Esse é o mais velho da turma. Jogador que por onde passou fez a diferença e tantos gols que virou piada. ”Se o time do P.Baier jogou, a única certeza que se podia ter era de que ele teria feito um gol”. Jogou em grandes clubes do Brasil como Criciúma, Botafogo, Vasco da Gama, Atlético MG, Palmeiras e Atlético PR. Em dois deles os números chamam a atenção, no Criciúma Baier fez 43 gols na sua passagem. No Atlético PR, último clube antes da volta ao Tigre, ele balançou as redes 63 vezes. Desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado nos pontos corridos Paulo Baier fez mais de 100 gols e é o jogador que mais marcou na era dos pontos corridos. O Interminável Paulo Baier fará 40 anos atuando pelo Criciúma em 2014 e deve encerrar a sua carreira, ao que parece, mais uma vez em grande estilo.

kid 01

Marcos Assunção – Figueirense

Esse também dispensa apresentações. Atuou por grandes clubes do Brasil como Santos , Palmeiras e Flamengo, e do exterior como RomaReal BetisAl-AhliAl Shabab. Tem seu grande trunfo na bola parada, de pequena, média e longa distância. Quando não é direto para o gol são cruzamentos ou bolas alçadas com maestria. Assunção teve um bom momento recente no Palmeiras sendo Campeão da Copa do Brasil contra o Coritiba em Curtiba, ele foi decisivo na partida final. Tem em seu currículo muitos títulos importantes, foi campeão da Copa do Rei da Espanha, Campeonato Italiano e Super Copa da Itália. Chega ao Figueirense com status de candidato a ídolo da torcida alvinegra. Não tem histórico de lesões e poucos problemas extra-campo. Pode ajudar muito o Figueirense.

Jean Pablo

Pelo bem do povo o Torcedor de Vantagens Fica!

O plano de sócios do Marcílio Dias ‘’Torcedor de Vantagens’’ foi alvo de polêmica nos últimos dias. O Presidente Marlon Bendini declarou ao Diário do Litoral que congelaria o plano de sócios e que agora para entrar no estádio precisaria pagar ingresso.

so com ingresso

Depois da manifestação dos torcedores contrários ao congelamento do plano de sócios, uma reunião dadiretoria aconteceu na tarde da terça-feira (07/01) e o Presidente voltou atrás da sua decisão, porém um reajuste no valor dos planos deve acontecer. Os valores ainda não foram divulgados.

O Marketing do Marcílio Dias se comprometeu em conseguir 500 sócios, Jânio Flavio Oliveira é quem encabeça o projeto, além da notícia da permanência do Torcedor de Vantagens também foi anunciada a volta de Flávio Oliveira como assessor de comunicação do clube.

Os Planos de Sócios tem servido de renda para muitos clubes no futebol brasileiro, em Santa Catarina alguns já tem destaque e conseguem bons valores. Confira:

AVAÍ
Receitas de Mensalidades dos Sócios 4.713.217,33
Receitas de Bilheteria com Jogos 802.598,00

CRICIÚMA
Sócios 5.624.029

FIGUEIRENSE
Associados 7.488.691

JOINVILLE
Mensalidades-Sócios 3.971.171
Arrecadação de Jogos 2.095.309

S.C. JARAGUÁ
Receitas com mensalidades 6.280
Receita de ingresso 10.132

* Fonte: Balanço financeiro de 2013 dos clubes, referente ao exercício de 2012.

(Blog do Adriano Assis)

Brusque mantém base e tenta surpreender no Catarinense 2014

Metropolitano pode ser beneficiado com o tapetão Lusa/Fluminense

Metro

Com a possibilidade da Justiça Comum intervir no campeonato e a Série A do Brasileirão ser disputada em outro formato com 24 clubes, surgem dúvidas em relação às outras divisões.

Sem nenhum Clube rebaixado da Série A para a Série B, teríamos uma segunda divisão com apenas 16 clubes ou subiriam 8 clubes da Série C para fechar os 24? Caso subam oito da C para a B, como ficaria o acesso a Série C? Subiriam 8 da D para a C?

Caso o possível novo formato a ser disputado seja com 24 clubes e o acesso seja de oito clubes, o Metropolitano conquistaria o acesso, pois foi eliminado nas quartas de final da Série D.

Marcílio Dias

O Marinheiro também pode ser beneficiado, pois o Metropolitano não brigaria mais pela vaga na Série D. O Metro conquistou a sua vaga na Copa Santa Catarina, porém isso não garante a segunda vaga para quem fique atrás do Metropolitano no Catarinense, caso ele seja o melhor colocado no estadual, a segunda vaga iria para o Guarani da Palhoça que ficou em terceiro na Copinha. Para o Marinheiro seria melhor que o Metropolitano subisse para a Série C, seria um a menos na briga.

Confira como foi o jogo das estrelas 2013 em Camboriú-SC

Confira a maior coleção de artigos do ídolo Airton Senna em Camboriú-SC