Mano Menezes cutuca CBF e explica saída repentina do Flamengo

mano

O Corinthians, como não poderia deixar de ser, foi o assunto principal da apresentação de Mano Menezes no CT Joaquim Grava. Mas não foi o único. O treinador teve de responder questões sobre seu último trabalho, no comando do Flamengo. Apesar de evitar criar polêmica, tentou explicar a decisão de abandonar o clube da Gávea de forma repentina.

– Quando resolvi sair do Flamengo, entendi que não deveria dar continuidade ao trabalho porque não estava atingindo os objetivos que queria. Disse que eu não consegui – afirmou Mano, que ainda completou explicando a frase usada em sua despedida, após a partida contra o Furacão, no Maracanã.

– Geralmente, as pessoas querem ver sangue, querem jogar treinador contra jogador, mas nunca disse que eles não estavam entendendo. Eu que não consegui – completou.

O novo comandante do Timão também falou sobre a saída da Seleção e cutucou a Confederação Brasileira de Futebol após uma pergunta que foi citada sua saída do comando da Amarelinha e uma possível volta:

– Não penso em Seleção Brasileira, provavelmente não vou pensar nos próximos dez anos. Talvez depois de dez anos a gente possa falar. Estou voltado para o meu trabalho no Corinthians. Não costumo cometer o mesmo erro duas vezes. Então certamente não vou sair daqui para a Seleção – finalizou.

Fonte: Lancenet.com.br

Marinheiro entrega chaves para a parceira LA Sports

capa

Primeiro quero dizer que torço mesmo pra que de certo, mas hoje vi uma situação ruim com alguns profissionais que merecem o nosso respeito. E acabei pensando e escrevendo isso.

Vamos aos fatos…

Chamaram o Agenor para conversar, o mesmo tinha propostas de mais clubes, acertou com o Marinheiro e saiu na caça de atletas juntamente com a diretoria. Trouxe alguns, separou mais outros da base e mais outros foram contatados para chegarem na sequencia…

Agenor e Diretoria chamam Jurandir Godzik, o qual preparou o time campeão do interior do RS que deu um baita sufoco no Grêmio. Este também tinha propostas de outros times. Veio pra cá por ser perto de casa, (mora em Joinville) e por ter sido atleta do Agenor em outros tempos.

O papo na contratação dos jogadores era que precisávamos contratar jogadores comprometidos com o clube e com a Cidade. E ao que parecia aos poucos ia se formando o grupo, que sem alarde veio trabalhando esses dias e hoje enfrentou um misto(misto quente) do Avaí. O clima era bom e os jogadores todos sabiam das reais condições do clube. Tinha que jogar bem pra ter casa cheia e renda. Caso contrario a coisa poderia desandar, era um grupo comprometido.

A parceira LA Sports, chega mandando, o clube que aparentemente não tem um centavo furado, não opinará em mais nada daqui pra frente. Se a ”parceira” já chega mandando no começo, penso como será mais adiante. Quanto ao grupo, chega com pelo menos 15 jogadores na segunda feira e toda a comissão técnica. Sim, toda a comissão técnica.  Ao atual ex-técnico, sobraria o cargo de diretor técnico. Agenor Piccinin é 12 vezes campeão da segunda divisão Catarinense, 2 vezes campeão da série A. Ganhou algumas Copas Santa Catarina. Quem é Paulo Turra? (Com todo o respeito) não acredito que o Agenor aceite, e nem é justo com ele, coloca-lo como Diretor Técnico. O dia que fosse pra mandar o técnico embora ainda ficaria como traíra.

Quanto ao Godzki, este terá de procurar um novo emprego, a comissão técnica nova, já tem preparador físico,  os outros quatro clubes que teriam feito propostas ao profissional já estão com as vagas preenchidas.

Os jogadores ‘’comprometidos’’ com o clube e com a cidade que já estavam aqui e tinham aceitado jogar por um salário baixo, vão continuar. E serão queimados aos poucos. O clube precisa honrar os contratos, eles farão parte do elenco. Mas com certeza os atletas da parceira serão os titulares e a base da equipe.

Até que ponto queimar os poucos ídolos que temos, Agenor, Leandro Branco…será que não dava mesmo pra ir com o que tinha. Quem escreve o texto é um Marcilista doente, que boa parte do ano acompanha o Corinthians, mas que quando o Marinheiro começa a jogar, até mesmo uma sem graça Copa Santa Catarina, esquece de tudo e acompanha o Marinheiro onde ele vai.

Senhores, boleiros que leem o texto deste escriba. Não posso escrever tudo o que sei, mas quem é boleiro entende de onde vem o meu sentimento e de quem peguei o mesmo. O nosso Marcílio tem história que precisa ser respeitada, porém, precisa respeitar a história dos seus ídolos e dos profissionais que passam por aqui, também.

A LA Sports é sim, uma empresa idônea e que tem um retrospecto interessante em vários outros clubes. Tomara mesmo que de tudo certo e o Marcílio chegue a uma Série A de Brasileiro, como o pangaré do Avaí chegou.

Mas o que vamos fazer durante esse caminho, as pessoas, os atletas que vamos queimar, isso é muito importante. Caso contrário, o dia que a ‘’parceira’’ sair, não vai sobrar nada.

Corinthians ameaça barrar jornalistas e transmissão de jogo corre risco

pacaembu

A transmissão do jogo Corinthians x Millonários (COL) corre risco de não acontecer. Em comunicado à imprensa, o clube brasileiro diz que, se não houver uma mudança na resolução da pena imposta pela Câmara de Apelações da Conmebol, a imprensa não terá acesso ao Pacaembu, o que inviabilizaria o trabalho de cinegrafistas, repórteres e foógrafos, consequentemente, a possibilidade de se transmitir a partida pelos canais Fox e Globo.


Na visão corintiana, o documento é mal escrito pela Conmebol, sem especificar quem não poderia entrar no Pacaembui. Clube diz que solução está nas mãos da entidade que organizada o futebol sul-americano, que teria que alterar a escrita do documento.

De acordo com Luiz Ademar, presidente da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo, a entidada já entrou em contato com a Conmebol para garantir a entrada dos profissionais de imprensa.

Veja o comunicado oficial do Corinthians:

“Com base na decisão da Câmara de Apelações da Conmebol dando conta que a partida entre Corinthians x Milionarios (COL) será disputada “com portões fechados”, o Corinthians comunica que apenas o presidente, a diretoria de futebol, os atletas e a comissão técnica poderão ir ao estádio do Pacaembu nesta quarta-feira (27).

As exceções de costume, tais como autoridades, convidados das Federações e Confederações, da Prefeitura, da SEME/Pacaembu, maiores de 60 e menores de 12 anos (atendidos pela Lei Municipal 11.256/92) e imprensa não terão acesso ao estádio, a não ser que seja decidido de forma diferente pela Conmebol, que já foi consultada de forma oficial pelo Corinthians.”

Apesar do histórico dizer o contrário, Conmebol pode excluir Corinthians da Libertadores

bolivia

Depois da tragédia no jogo de estréia do Corinthians na Libertadores, onde um garoto de 14 anos morreu após ser acertado por um sinalizador. A Conmebol sinaliza com a possibilidade de punir severamente o clube brasileiro.  A punição para o clube, em virtude de uma atitude do torcedor é uma questão polêmica. Gera discussão, para muitos o clube não pode ser responsabilizado pelos atos do torcedor, para outros deve servir de exemplo.

O fato é que a Conmebol não exerce a cobrança enérgica de que deveria, não coíbe a violência e muito menos cobra a segurança dos estádios. Muitos dos estádios da Libertadores não seriam aprovados para jogar o Campeonato Brasileiro.  Em alguns o jogador precisa do auxílio dos escudos da Polícia para cobrar o escanteio. A Confederação nada faz, nada cobra e nunca pune.

Confira alguns lances de competições Internacionais da Conmebol que nunca tiveram punição.

Coritiba foi punido em 2009 no Campeonato Brasileiro

E para relembrar um caso no Brasil. A torcida do Coritiba protagonizou uma verdadeira batalha campal no Couto Pereira no seu último rebaixamento. O Clube foi punido com a perda de mando de campo em todo o  primeiro turno do Brasileiro Série B do ano seguinte. Dois policias e um torcedor foram mortos. A Polícia identificou e prendeu 15 pessoas. Hoje três anos depois, estão todos soltos e de volta aos estádios.

Polícia divulga nomes dos corintianos detidos após morte de torcedor

Imagem

A polícia de Oruro (BOL) divulgou na manhã desta quinta-feira os nomes dos 12 torcedores corintianos detidos após o garoto boliviano Kevin Douglas Beltrán Espada, de 14 anos, morrer ao ser atingido por um sinalizador na partida da noite desta quarta-feira em que o Corinthians empatou por 1 a 1 com o San José, no Estádio Jesus Bermudez.

Segundo a delegacia que cuida do caso, Abigail Saba, todos eles estão sendo bem tratados e continuarão detidos por tempo indeterminado, até que a investigação seja finalizada.

Saba garantiu ainda que se eles não tiverem advogado o governo boliviano disponibilizará um profissional para atendê-los.

Confira os nomes:

– Leandro Silva de Oliveira – 21 anos

– Tadeu Macedo Andrade – 30 anos

– Reinaldo Cohelo – 35 anos

– José Carlos da Silva Júnior – 20 anos

– Marco Aurélio Mecere – 31 anos

– Danielo Silva de Oliveira – 27 anos

– Hugo Nonato – 27 anos

– Clever Souza Clous – 21 anos

– Cleuter Barreto Barros – 24 anos

– Fávio Neves Domingos – 32 anos

– Rafael Machado  Castilho Araújo – 18 anos

– Tiago Aurélio dos Santos Ferreira – 27 anos

fonte: Lancenet.com.br

Campeão pela Chape, em 2011, lateral Sagaz acerta com o Camboriú

sagaz2

 

Com o título do Campeonato Catarinense de 2011 na bagagem, o lateral-direito Sagaz desembarcou em Camboriú. Ele reforça o time da cidade litorânea no estadual deste ano. O jogador de 22 anos estava no Metropolitano de Maringá (PR), em preparação para a disputa da Série Prata do Campeonato Paranaense.

Rafael Murilo Sagaz é nome conhecido no futebol de Santa Catarina e na região de sua nova casa. Natural de Itajaí (SC), o hoje lateral-direito começou no futsal e jogou por uma equipe de um colégio de Camboriú em competições de base. Ele tem três clubes catarinenses no currículo: o Marcílio Dias, onde começou, em 2007, a Chapecoense, onde foi campeão do estado em 2011, e o Atlético de Ibirama. Antes do Metropolitano-PR, defendeu o Pelotas-RS. O acerto com o Cambura representou uma ‘volta para casa’ ao jogador.

 – Tenho muitos amigos aqui e um carinho especial por essa cidade. É uma alegria defender o Camboriú, até porque estou perto de minha família – resumiu Sagaz, na chegada ao novo clube.

No seu primeiro dia no Cambura, na terça-feira, o rapaz que nasceu no dia 2 de maio de 1990 treinou em dois períodos com o grupo de jogadores. Por isso, ele vai estar à disposição do técnico Claudemir Sturion para o jogo do próximo domingo, pela oitava rodada do Campeonato Catarinense. O time laranja vai a Ibirama enfrentar o Atlético-IB. O confronto está marcado para às 16h.

Projeto é aprovado e Metropolitano receberá terreno para construir CT

metro2

O sonho de se tornar um dos grandes do futebol catarinense, fica um pouco mais palpável para o Metropolitano. O clube de Blumenau teve aprovado, na Câmara de Vereadores, o projeto que prevê a cessão de um terreno de 47 mil metros quadrados por parte do município, por um período de 20 anos, para a construção do Centro de Treinamentos Romeu Georg. O projeto foi encaminhado pelo prefeito da cidade, Napoleão Bernardes, ao legislativo no início de fevereiro.
O presidente do Metropolitano, Erivaldo Caetano Júnior se mostrou satisfeito e empolgado com a aprovação. O mandatário explicou que o terreno e, consequentemente, a construção do Centro de Treinamentos, irão cooperar com o plano de crescimento do clube dentro do cenário catarinense. Para que o CT saia do papel e se torne realidade, Erivaldo explica ainda que pelo menos uma empresa está interessana no auxílio nas obras.

— Quem sabe ganhar o Campeonato Catarinense e brigar de igual pra igual com os grandes: Chapecoense, Criciúma, Joinville, Figueirense e Avaí? Já temos uma empresa interessada em patrocinar a terraplanagem e tenho absoluta convicção que a iniciativa privada e os sócios não medirão esforços para viabilizar o CT — contou Erivaldo Caetano.

O terreno cedido pela prefeitura está situado no bairro Fidélis e irá abrigar o Centro de Treinamento Romeu Georg. O projeto prevê, entre outras estruturas: campo principal com dimensões de 68m x 105m) campo secundário (60m x 100m); dois campos sintéticos; campos de areia e um meio campo medindo 45m por 50m. A construção do CT foi dividida em seis etapas.

Como contrapartida pela cessão do espaço do terreno CT, o Metropolitano vai colocar em prática três iniciativas, que vão beneficiar diretamente a comunidade de Blumenau. O Metropolitano terá que desenvolver projetos sociais para atende cerca de 500 crianças e adolescentes.O local também contará com uma pista para caminhada e uma academia ao ar livre. A execução das obrigações será acompanhada pela Secretaria Municipal de Educação e Fundação Municipal de Desportos.

Foto: blumenews.com.br